top of page
  • Foto do escritorFelipe Alecrim

Apenas mais uma (reflexão) de Amor | Sincronicidade


Amar alguém é a coisa mais corajosa que uma pessoa pode fazer.


Todo mundo sabe que o amor é complexo, piegas, intenso, incrível e também bastante perigoso. As pessoas passam a vida toda procurando uma forma de amar e ser amada, buscando encontrar conforto e sossego para poder compartilhar com alguém os momentos da vida.


Harmonia é um dos pontos mais difíceis, a maturidade para viver a paixão e o amor de forma racional, sem cair em conto de fadas ou esperar viver o amor dos filmes de Hollywood, uma tarefa absolutamente complexa, assim como é o amor. Manter a racionalidade em um relacionamento amoroso é de fato algo muito importante atualmente pra mim, mas como em qualquer tipo de relacionamento (não só amoroso), manter a racionalidade para que a harmonia esteja acima de tudo é o desafio diário.


Afinal de contas o amor não tem regra, idade ou receita, ele precisa ser vivido. Só assim pra tentar entender e aprender. Não existe idade pra amar, não existe regra pra seguir e não existe uma receita mágica para o sucesso de um relacionamento, mas o que deve existir é o respeito, o carinho, o companheirismo e a sincronicidade.


Inclusive, sincronicidade é uma teoria que me faz refletir bastante: "Em termos simples, sincronicidade é a experiência de ocorrerem dois (ou mais) eventos que coincidem de uma maneira que seja significativa para a(s) pessoa(s) que vivenciaram essa "coincidência significativa", onde esse significado sugere um padrão subjacente, uma sincronia". Pode soar meio místico, mas é uma teoria interessante, pois quando uma pessoa surge na sua vida, você passa a refletir e tentar entender os caminhos que foram trilhados, as decisões e as idas e vindas pra que aquele amor acontecesse. E além dessa reflexão natural dos caminhos, você acaba percebendo o quanto fica mais fácil viver o amor quando a sincronicidade está nos pequenos detalhes do dia a dia. Nos gostos musicais, culturais, televisivos, nos objetivos pra vida, nos mais diversos assuntos e inclusive nos traumas de relacionamentos passados.


Superação de vários medos e traumas passam a fazer parte da vida quando um novo relacionamento começa, inclusive na minha opinião as pessoas deveriam falar mais sobre como sair de um relacionamento do que como conseguir um. Isso te destrói, te joga pro fundo do abismo, mas te faz mais forte, te cria uma casca para lidar com o próximo. Você passa a tentar se entregar, mas sem perder a racionalidade, principalmente tentando fazer de tudo para não cometer os mesmos erros do passado e diariamente aprender tudo aquilo que um novo relacionamento tem a te oferecer.


Amor é uma construção eterna. Sem a obrigatoriedade de ser para sempre, sem a pressão do "Viveram felizes para sempre", isso é coisa de roteiro de filme adolescente. Amor é compartilhar felicidade, não depositar no outro a responsabilidade de te fazer feliz e não esperar que a outra pessoa supra a felicidade que você não encontra em si mesmo. Sem que um dependa do outro, sem que um precise se moldar ao outro, mas que ambos tenham ou busquem a maturidade para viver um relacionamento saudável, feliz e honesto.


E isso não quer dizer que o amor seja frio e sem perspectiva de futuro, mas muito pelo contrário. A racionalidade amorosa traz uma leveza imensa para viver bem dia após dia sem fugir dos problemas, mas sabendo lidar apenas com aquilo que realmente precisa com a intensidade necessária. A gente vive a felicidade dessa dimensão, nessa versão de si mesmo que escolheu estar aqui e viver de forma intensa o amor, até onde ele nos levar e com tudo aquilo que ele tem pra nos proporcionar.


Dia 6 de dezembro ganhou um novo significado pra mim. Espero do fundo do meu coração que possa relembrar esse sentimento por muito tempo, mas sabendo que independente do que aconteça essa pessoa já ganhou um significado extremamente importante na minha vida. Me fez refletir e encarar meus medos, me ajudou a dar passos que eu jurava que não estava preparado. A sincronicidade foi mais forte e nos uniu e eu parei de ser teimoso e resolvi viver esse momento.


O amor é complexo e sempre vai ser, vivendo de forma racional ou não, a gente nunca vai conseguir todas as respostas, mas uma coisa é certa, deixar de viver por medo, frustração, traumas ou qualquer coisa parecida, vai sem dúvida, te fazer perder ótimos momentos e aprendizados.


Assim como milhares de músicas, textos, poemas ou qualquer outra expressão artística falando sobre amor, faço dessa a minha pra esse momento da vida. Não apenas como uma singela homenagem e congratulações sobre o aniversário dessa pessoa tão importante, mas também a nível de registro do atual sentimento. Estou vivendo coisas que não achei que viveria mais. Fugindo dos textos falsos de redes sociais só pra ganhar like, mas vivendo de forma real e verdadeira o sentimento que está vivo dentro de mim, dentro de ti, dentro de nós.


Eu nunca esperei ser quem eu sou hoje, mas assim como a Pathfinder desbravando os caminhos nunca antes habitados em terra Marcianas, estou vivendo esse relacionamento tão saudável e adorável até aqui. Porque a sincronicidade te trouxe a até mim e me levou a até você, cruzou nossos caminhos, nossos pensamentos, nossas almas e nossos corações.


Dia 6 de dezembro se torna definitivamente uma data bastante importante pra mim independente do que aconteça daqui pra frente, afinal de contas o que vivemos até aqui já conta uma bela história de respeito, honestidade, desafios, conhecimento, paixão e amor.


Com a tal teoria da sincronicidade andando lado a lado.

Me sinto bem.

Te sinto bem.

É o que importa.

Um dia após o outro.

O amor bateu na minha porta.


Amar alguém é a coisa mais corajosa que uma pessoa pode fazer.

Comments


bottom of page