top of page
  • Foto do escritorFelipe Alecrim

Paranóias Paradoxais


Eu não aguento mais

só queria paz

Pra ir atrás

Daquilo que o inverno me traz.


Pra me sentir capaz

Sentimento que perdi, aliás

por conta de toda percepção de ser incapaz

e definitivamente não conseguir entender o que me… satisfaz.


Eu não aguento mais

perceber que minhas lágrimas se tornaram normais

e que nunca mais algo que eu faça será demais

pra ganhar de ti um falso like nas redes sociais.


Pelo jeito eu não sou desses caras legais

pois me deixei afetar por coisas triviais e boçais

E hoje fico por aí culpando os mundos, os deuses e até meus ancestrais

me apegando a bens materiais

E pouco me importando com os sentimentos mais fundamentais


Eu não aguento mais

e esses versos não são mais atuais

pois as relações pessoais já ficaram para trás

sobraram apenas essas paranóias paradoxais

que se tornam cada vez mais desiguais

entre cidades, estados, países e capitais.


Do forte ao cais

da jaula aos animais

eu não aguento mais

ignorar os sentimentos essenciais


E para as minhas considerações finais…

bem… sem mais.

Opmerkingen


bottom of page